Cafeína VITAL NATUS 500mg 60 Cápsulas

Código: ALMT125 Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

CAFEÍNA (para Atletas em cápsulas oleosas)

Princípio Ativo:

A Cafeína é um composto químico pertencente ao grupo dos alcaloides e se classifica como uma metilxantina. As substâncias alcaloides são conhecidas por sua ação estimulante no sistema nervoso central (SNC).

A Cafeína é utilizada com o principal objetivo de postergar a fadiga e pode ser usada tanto nas modalidades esportivas que utilizam-se de metabolismo aeróbio, quanto anaeróbio, com ou sem oxigênio, respectivamente. Sua absorção pelo trato intestinal é bastante rápida, chegando a corrente sanguínea cerca de 15 a 30 minutos após sua ingestão, com pico após 60 minutos, ou seja, proporciona um efeito agudo. No entanto, alguns fatores podem interferir nessa metabolização, como peso corporal, gênero, estado de hidratação, consumo habitual de cafeína, dieta, uso de medicamentos, o que também vai interferir na quantidade de metabólitos excretados pela urina. Cada vez mais as pessoas procuram por alternativas que possam manter o estado de alerta para conseguir desempenhar as tarefas diárias. Além do consumo habitual da cafeína devido à sua presença em produtos alimentícios, ela também pode ser usada como suplemento para promover o efeito estimulante e contribuir para a melhora do foco e concentração e redução da fadiga.

Mecanismo de Ação:

A via central de ação da Cafeína se dá pela estimulação do sistema nervoso simpático, em que há aumento da liberação e ação das catecolaminas, entre elas a adrenalina e noradrenalina. A adrenalina por sua vez promove vasodilatação, glicogenólise e broncodilatação, esses efeitos fisiológicos permitem melhora da irrigação sanguínea, geração de energia e da capacidade respiratória. Além disso, a cafeína bloqueia os receptores de adenosina. A adenosina é um nucleosídeo com ações no sistema nervoso central e também na região periférica, que quando recebe algum tipo de interação no seu receptor A1, há inibição da enzima adenilciclase, proporcionando efeitos e sensações de relaxamento, como redução da frequência cardíaca e respiratória, indução de sono, redução da atividade motora, inibição da liberação de alguns neurotransmissores e hormônios. Porém, a cafeína tem ação antagonista nos receptores A1, com isso há aumento dos níveis de AMPcíclico (AMPc), considerado um segundo mensageiro intracelular, isso significa que as atividades neurais ocorrem de forma mais acelerada, o que se reflete também nas regiões periféricas, tendo em vista que a adenosina está presente em diversos tecidos além do SN, como coração, músculo esquelético e adipócitos. Sendo assim, há aumento da concentração, melhora do humor, diminuição no tempo de reação, aumento da liberação de catecolaminas, aumento da mobilização de ácidos graxos livres e sua consequente oxidação, e uso de triglicérides pelos músculos. Já a ação periférica da cafeína ocorre indiretamente pela ação das catecolaminas, como citado acima ou ainda diretamente no músculo esquelético através da redução do limiar de excitabilidade das fibras musculares. Esse mecanismo permite prolongar a duração da contração muscular e ocorre através do aumento da liberação de cálcio do retículo sarcoplasmático para o sarcoplasma, com isso há aumento das concentrações de cálcio disponível na célula para a realização dessa contração e permitindo maior sensibilidade da actina e miosina (proteínas contráteis das células musculares) ao cálcio. O aumento de cálcio nas fibras musculares desencadeia outro mecanismo de ação que pode aumento da atividade da bomba de sódio e potássio, em que há aumento das concentrações de potássio no meio intracelular e mais baixas no extracelular, garantindo melhora na contração muscular.

Indicações:

Melhorar desempenho esportivo; melhorar o foco e concentração; melhorar o estado de alerta; termogênico.

Precaução:

Indivíduos hipertensos, com hipersensibilidade à cafeína, gastrite e úlcera.

Ingredientes: Cafeína anidra, óleo de soja, gordura vegetal e Emulsificante lecitina de soja. Composição da cápsula: gelatina (animal), água purificada, umectante glicerina e corantes vermelho ponceau, azul brilhante, amarelo crepúsculo e dióxido de titânio. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Sugestão de Uso: Via Oral. Uso Adulto: Tomar 2 cápsulas ao dia.

A PORÇÃO DIÁRIA DE 2 CÁPSULAS FORNECE 420 mg DE CAFEÍNA. 

Informações Nutricionais

Por Porção de 1 g (2 cápsulas)

 

QTD./DOSE

%VD*

Valor Energético

5 Kcal = 22 kJ

1%

Gorduras Totais

0,6 g

1%

Não contém quantidades significativas de carboidratos, proteínas, gorduras saturadas, gorduras trans, fibra alimentar e sódio.

(*) % Valores diários com base em uma dieta de 2000 Kcal e 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

Pague com
  • Mercado Pago
  • Mercado Pago
  • PagSeguro
Selos

Droga Vegetal - CNPJ: 53.798.062/0001-57 © Todos os direitos reservados. 2021